quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

As fronteiras não são nítidas. Meu viver só aprimora os traços. Na profusão de cores as formas são fantasiadas de enredos - pretextos das composições.
A inspiração poderia ser chamada de lembranças, sonhos, fantasia.
Trabalho e foto I.Moniz Pacheco

4 comentários:

Chorik disse...

Tuas palavras combinam com a obra. Essa, aliás, é diferente das outras. Da escolha das cores, aos traços. Ou vejo errado?

Janaina Amado disse...

Poderia também ser chamada de imaginação.
Ou não?
:-)

I.Moniz Pacheco disse...

Chorik,
combinam sim, e voce está certo.
Janaína,
Difícilmente dou título aos meus trabalhos, prefiro que cada um faça
sua leitura e nomeie se quiser.Gosto de saber, e imaginação cairia muito bem, sim.

Leca disse...

Parabéns...artista...poeta...
beijos
Leca