sexta-feira, 4 de junho de 2010

SAUDADES
Apagou-se uma luz nesta cidade. Partiu para sempre Maria Guimarães Sampaio, a Melri Sampa de muitos, a autora de Continhos para Cão Dormir, a Donmaria de Isabel Apocalíptica, a minha Cumadi. Escritora de boa prosa, contista das melhores, brincava com as palavras que lhe fluíam graciosas e inteligentes. Um gênio por detrás das lentes, por onde traduzia sua alma livre, forte e espontânea. Foi por causa dela que decidí me interessar por fotografia. Foi por incentivo dela que inventei esse blog.Não quero falar das suas muitas qualidades, ou dos seus defeitos, ou do seu gênio forte e justo. Apenas dizer que a cidade ficou mais pobre sem a luz dessa artista das letras e das lentes, mais pobre de generosidade, caráter, lisura, decência e amizade.
Apagou-se também mais uma luz em mim.

10 comentários:

Lucia Alfaya disse...

Este é um comentário de consolo, de botar no colo e ninar. Sei o quanto você gostava dela e a tristeza que deve estar sentindo. Chore todas as lágrimas que quiser chorar, com elas desaguará parte dessa tristeza. Depois é seguir em frente, com as lembranças que farão parte da sua vida para sempre. Com o tempo a dor diminui, a luz que se apagou começa a brilhar em outra dimensão, iluminando seu caminho como as estrelas na escuridão. Conte comigo, se precisar estou aqui.

Chorik disse...

Como disse Lucia. Apagou-se aqui, foi brilhar em outra dimensão. Para nossa tristeza e alegria de muitos mais.

Janaina Amado disse...

Ivonete, um grande abraço apertado e solidário.

Janaina Amado disse...

PS - Também foi por insistência de Maria que comecei o blog. Quando ela achava que alguma coisa ia fazer bem pra gente, só sossegava quando conseguia que a gente fizesse o que ela queria, né não? E sempre valia a pena.

Bernardo Guimarães disse...

apagou-se em todos nós, amiga.

Nilson disse...

Pode parecer mera retórica, mas enfim: o fato é que ela continua a brilhar, aqui mesmo, entre nós. é só ver o que tem rolado na blogosfera. Mas o que dói mesmo é a saudade...

I.Moniz Pacheco disse...

Obrigada a todos pelo apoio, especialmente a Lucia Alfaya, pelas palavras de carinho.

Bípede Falante disse...

Ivonete, sinto muito pela sua perda. Um abraço bem forte. Bípede Falante

O que é isso? disse...

Tia vim continuar aqui o abraço que te dei pessoalmente. Beijo. te adoro!!!

soniarpena disse...

Clara me disse e pensei logo em você. A intensidade em gênio, luz e amizade. Fica meu abraço e nossa saudade. Mais uma da estrela a nos iluminar. Ficou o carinho e a amizade. Eternos.