sexta-feira, 10 de abril de 2009



Num tempo em que havia arco-íris a vida cantava e sorria, tudo parecia feliz. Os fantasmas eram pisoteados, não acreditava muito neles! O futuro tinha os dentes arreganhados, os olhos famintos, enxergando sons nos verdes e no sol rasgando o chão, na vida que a chuva exuberava.

As pedras foram chegando devagar. Sem grandes ruídos, quase sem som. Foram se instalando, cuidadosamente, prá ficar. Tomaram os espaços, fecharam a luz, tiraram o ar.

Sítio S.Jorge - Sto. Amaro

Foto I.Moniz Pacheco

4 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

está em prosa mas é poesia!

Nilson disse...

Que lugar bonito. Que palavras bonitas!

aeronauta disse...

Bonito mesmo!

Anônimo disse...

Voce escreve lindamente... precisa ficar atenta para se aperceber das visitas indesejáveis que chegam silenciosamente a fim de impedi-las de se instalar.Bj.NZ