quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Há coisa de dois meses atrás fui surpreendida com um convite para expor individualmente em Lisboa. Fiquei deveras feliz porque não fui indicada por ninguém (o que ficou provado com a confirmação do galerista de que conhecera meu trabalho pela internet) e também não sou muito conhecida.
Após os acertos iniciais, contrato na mão para assinar, tive a idéia de pesquisar como mandar os trabalhos, já que esse seria o único custo que me caberia. Sábia idéia! Se alguém me contasse, custaria a acreditar. Levei dois meses perigrinando, a buscar informações aqui e alí, alguém que me orientasse como fazer. Não encontrei uma informação que batesse com a outra: "tem que dar entrada no IPHAN, num ofício solicitando autorização para a saída das obras, anexando foto de uma a uma, em tamanho tal, com descrição, etc,etc, aguardar 30 dias para ter a resposta"; "tem que ir na Receita Federal, tirar uma guia de exportação, com valor individual de cada, pagar o imposto de exportação devido (?!) e se voltarem alguns trabalhos, o valor do imposto será creditado(?!)"; "não precisa de nada, é só embalar e mandar", e mais algumas sugestões sem pé nem cabeça.
Resolví tentar o orçamento do frete. Fui a ag. dos Correios em Itapoã, perto de casa. Me mandaram para a ag.Central. Lá chegando fui informada de que os Correios só mandam encomenda de tamanho até 0,50x0,50x0,50, o que não era o meu caso. Fui aconselhada a tentar uma transportadora.
Todas as que conseguí não tinham escritório em Salvador, o que me obrigava a pagar dois fretes, um até Brasília ou S.Paulo, outro daí até Lisboa o que inviabilizaria meu orçamento. No meio disso tudo, tentava um órgão que me orientasse, uma ajuda para encontrar o procedimento correto. Nada.
Devo confessar que sou tabaroa do recôncavo, nunca exportei nada, não tenho experiência com nenhum trâmite que tal, e tenho H O R R O R a burocracia.
Rodei por quase dois meses, de mão em mão, para voltar ao ponto de partida.
Será inexperiência minha ou burrice? Será que existe algum orgão que possa orientar um artista para que ele possa fazer seu trabalho dentro dos trâmites legais?
O fato é que tive que agradecer a felicidade que me deram com o convite, e declinar da minha primeira exposição individual internacional.
Essa sou eu ou esse é o nosso estado, o nosso país?

Foto I.Moniz Pacheco

3 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Minha Comadre, este é o nosso país. Vai ver se as meséra lá de Brasília não levam e trazem o que bem querem e entendem. Beijos de sua comadre Maria REVOLTADA E RETADA

Bernardo Guimarães disse...

os felasdasputas não tão nem aí se uma artista recôncava é convidada para expor em portugal. agora, se chamarem vc para expor em brasilia, não vá, só de pirraça!

Nílson disse...

É o nosso país! Talvez ficasse mais barato se botasses tudo na mala e embarcasse em pessoa! De qualquer forma, parabéns pelo convite!!!